14.5 C
São Paulo
sábado, julho 13, 2024

Carros da BMW apresentam defeito e montadora recolhe 390 mil modelos; prejuízo para a empresa?

Leia mais

Na última quarta-feira (10), a BMW, montadora alemã de carros, recolheu mais de 390 mil veículos dentro dos Estados Unidos após ser apontado um defeito nos airbags, a Administração Nacional de Segurança de Tráfego Rodoviário destacou que o aparelho de segurança poderia explodir.

++Caixa e Banco do Brasil desenvolvem tecnologias para pagamentos offline com o Drex

Dentro da montadora, os airbags utilizados são o PSDI-5, fabricados pela empresa japonesa chamada Takata Corp, responsável pela fabricação e de um histórico nenhum pouco favorável visto que descobriram que o airbag é suscetível à ruptura após vários anos de exposição a altas temperaturas ou umidade persistente. 

Além disso, nos últimos 10 anos mais de 100 milhões de modelos equipados com airbags da Takata tiveram que ser recolhidos no mundo. Ao todo, mais de 30 mortes registradas, sendo 26 dentro dos Estados Unidos, foram atribuídas ao airbags da companhia instalado em vários veículos de diversas montadoras. 

++Planos de Elon musk para maior foguete do mundo sofre com críticas da concorrência

Embora sendo a escolha da BMW para trabalhar em conjunto na fabricação de seus modelos, a situação da Takata só piora quando foi divulgado que a empresa pediu falência em 2017 por conta de um escândalo. 

A última vez que a BMW teve que fazer um recall foi em modelos entre 2006 e 2012, onde recolheu alguns veículos da Série 3 Sedans e Sportswagon.

Não deixe de nos seguir no Instagram para mais notícias da Pardal Tech

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Últimas notícias