20.7 C
São Paulo
sexta-feira, julho 19, 2024

McDonald’s dá exemplo de como resolver problemas inesperados no dia a dia

Leia mais

A gripe aviária, que tem se espalhado entre os animais, desencadeou um alerta no McDonald ‘s da Austrália, levando a mudanças significativas na rotina da rede. Devido à escassez de ovos causada pelo surto, a rede de fast food reduziu o horário de serviço do café da manhã em 90 minutos, encerrando às 10h30 em vez de meio-dia. 

Com 1.043 lojas em 858 localidades australianas, a rede de fast food está enfrentando um desafio considerável para manter o fornecimento de ovos.

“Como muitos varejistas, estamos gerenciando cuidadosamente o fornecimento de ovos por causa dos atuais desafios da indústria”, afirmou o McDonald ‘s Austrália em comunicado. 

++Novo golpe praça: Professor recebe pix por engano e fica no prejuízo

A empresa está trabalhando de perto com agricultores, produtores e fornecedores para superar essa dificuldade, a Austrália está lidando com o surto da cepa H7 da gripe aviária, que tem afetado galinhas e ovos em todo o país. 

Além disso, há preocupações com a possível entrada da cepa H5N1, que já causou mortes em massa na vida selvagem em outros continentes, a primavera, que começa em 1º de setembro na Austrália, é um período crítico devido à migração natural de aves, aumentando o risco de propagação do H5N1.

Desde fevereiro, a ecologista Meagan Dewar, da Federation University, tem monitorado a propagação do H5N1 na Antártica, registrando a morte de muitas espécies, incluindo pinguins Adelie e elefantes marinhos do sul. 

Dewar, especialista em interações hospedeiro-microbioma e patógenos da vida selvagem Antártica e Subantártica, alerta que o vírus está se aproximando da Austrália.

++Entenda como trocar carro por bicicleta elétrica pode ser bom para bolso

Nos últimos dois meses, várias cepas de gripe aviária foram detectadas em 11 instalações avícolas no sudeste do país. Embora as autoridades sanitárias afirmem que a situação está sob controle, a escassez de ovos já é evidente. 

O governo local comunicou que os fornecimentos estão sendo direcionados para áreas com maior necessidade e pediu aos consumidores que evitem comprar mais ovos do que o necessário.

A gripe aviária já infectou cerca de 10% das galinhas poedeiras na Austrália, resultando no abate de cerca de 1,5 milhão de aves. Até agora, nenhuma cepa detectada foi a H5N1, mas o risco permanece, já que o vírus H5N1 está em circulação globalmente, afetando aves silvestres e domésticas e outras espécies.

Não deixe de nos seguir no Instagram para mais notícias da Pardal Tech

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Últimas notícias