20.6 C
São Paulo
sexta-feira, julho 12, 2024

Ibovespa tem queda com expectativa de dados de inflação no Brasil e EUA

Leia mais

O Ibovespa registrava queda nas negociações desta segunda-feira (8), abrindo uma semana marcada pela expectativa dos investidores em relação aos dados de inflação tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos, na busca por sinais sobre o futuro da política monetária de ambos os países.

Às 10h25, o índice recuava 0,18%, situando-se em 126.036,39 pontos. O dólar à vista avançava 0,33%, sendo cotado a R$ 5,4780. Na B3, o contrato de dólar futuro com vencimento mais próximo também subia 0,33%, negociado a R$ 5,493.

Nesta semana, o foco dos mercados estará na divulgação dos índices de preços ao consumidor no Brasil e nos EUA, à procura de indicações sobre possíveis cortes nas taxas de juros em um cenário global de desinflação.

++ Drones e Inteligência Artificial mudam a dinâmica da guerra na Ucrânia

No Brasil, o IBGE divulgará na quarta-feira (10) os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para junho. Analistas consultados pela Reuters preveem uma desaceleração, com alta de 0,32%, comparado a um aumento de 0,46% em maio.

Os membros do Banco Central estão observando de perto os números de preços, à medida que aumentam as preocupações com a desancoragem das expectativas de inflação para este ano e o próximo.

Economistas consultados pelo Banco Central elevaram novamente suas projeções para o IPCA no final de 2024 e 2025. Para este ano, espera-se que o índice encerre em 4,02%, comparado a 4,0% na semana anterior. Em 2025, a estimativa é de 3,88%, ante 3,87% na semana passada.

++ Trabalhar mais de 48 horas por semana é ineficaz, diz pesquisa

Os investidores também estarão atentos às próximas declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de sua equipe econômica sobre o compromisso do governo com o ajuste das contas públicas.

Nos EUA, as atenções se voltam para a divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI) de junho, prevista para quinta-feira. Analistas entrevistados pela Reuters esperam uma leve alta de 0,1%, em contraste com a estabilidade observada em maio.

Os mercados globais estão em busca de novos sinais sobre a possibilidade de um início de ciclo de afrouxamento monetário pelo Federal Reserve.

Dados divulgados na semana passada, que reforçaram a percepção de um mercado de trabalho mais moderado nos EUA, aumentaram as apostas dos operadores para um corte de 25 pontos-base nas taxas de juros do Fed em setembro, com uma probabilidade agora em 69%, comparada a 60% na semana anterior.

Não deixe de nos seguir no Instagram para mais notícias da Pardal Tech

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Últimas notícias