20.5 C
São Paulo
sexta-feira, julho 19, 2024

Trabalhar mais de 48 horas por semana é ineficaz, diz pesquisa

Leia mais

Trabalhar mais de 48 horas por semana pode ser um desperdício de tempo, sugere uma pesquisa conduzida pelo professor de economia John Pencavel, de Stanford, e detalhada por Minda Zetlin no site Inc.com. A análise de dados de produção de fábricas britânicas de munições durante a Primeira Guerra Mundial mostrou que, após 48 horas semanais, horas adicionais não resultam em aumento significativo da produção. Reduzir a carga horária para quem ultrapassa esse limite não causa efeitos adversos na produtividade, segundo Pencavel.

Embora haja questionamentos sobre a relevância desses dados no contexto atual, o pesquisador cita uma série de estudos que corroboram suas descobertas de forma consistente.

++ Trabalhadores da Samsung entram em greve na Coreia do Sul

Experiências pessoais comprovam a teoria

Minda Zetlin, após enfrentar um caso severo de burnout e ler estudos como o de Pencavel, reduziu sua jornada de trabalho e observou um aumento de renda e conquistas. “Provavelmente porque isso me obrigou a focar no essencial”, afirmou. Com a mente descansada, Zetlin conseguiu realizar tarefas essenciais de forma mais eficaz.

Há dois anos, Zetlin entrevistou Richard Schuster, psicólogo e palestrante do TEDx, que reduziu sua semana de trabalho de 80 para 25 horas após um derrame. Ele relatou um aumento significativo em produtividade e lucratividade, além de melhorias nos relacionamentos familiares. “A produtividade aumentou, a lucratividade aumentou e minha relação com minha família está melhor do que nunca”, pontuou.

Desafios e estratégias para autônomos

Apesar dos benefícios de limitar o trabalho a 48 horas por semana, muitos autônomos enfrentam dificuldades devido à pressão dos clientes. Zetlin enfatiza que autônomos são seus próprios chefes e devem agir como líderes, rejeitando demandas excessivas para preservar o bem-estar de todos.

++ Hosts de Airbnb intensificam verificação de redes sociais para aprovar reservas; entenda

Dicas para controlar as horas de trabalho

  1. Escolha um limite inicial: Estabeleça um horário para encerrar as tarefas diárias e siga-o durante três semanas. Anote os dias em que conseguir cumprir e não se culpe quando não alcançar o objetivo.
  2. Descanse um dia inteiro por semana: Essa prática, segundo Zetlin, aumenta a produtividade e prepara a mente para um melhor funcionamento e maior criatividade.
  3. Priorize o essencial: Reduzir o tempo de trabalho implica deixar algumas atividades de lado, o que pode ser positivo. O neurocientista Josh Davis observa que grande parte do que fazemos diariamente não é essencial.
  4. Entenda como está utilizando seu tempo: Anote suas atividades ou use ferramentas online para rastrear. Para cada tarefa, pergunte-se:
    • Esta atividade está agregando valor?
    • Esta atividade não agrega valor, mas é necessária?
    • Esta tarefa pode ser adiada sem grandes consequências?
    • Esta tarefa pode ser delegada?

Após alguns dias, avalie se essa abordagem ajudou a reduzir suas horas de trabalho para um novo limite.

Independentemente de como você aborde essas questões, reduzir as horas de trabalho para menos de 50 por semana pode resultar em maior eficiência e melhor desempenho no trabalho.

Não deixe de nos seguir no Instagram para mais notícias da Pardal Tech

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Últimas notícias