17 C
São Paulo
sábado, julho 13, 2024

Governo da Alemanha vende US$ 1 bilhão em bitcoin e reduz reserva pela metade

Leia mais

O governo da Alemanha já liquidou pelo menos US$ 1,57 bilhão (mais de R$ 8,5 bilhões na cotação atual) em bitcoin desde que começou a movimentar a criptomoeda em junho deste ano. Essa venda massiva tem sido um dos principais fatores por trás da recente queda no valor do ativo.

Segundo dados da plataforma de inteligência de dados Arkham Intel, o governo alemão atualmente possui cerca de 22,8 mil unidades de bitcoin, menos da metade das 50 mil unidades apreendidas em janeiro deste ano após uma operação policial.

Esse número revela que mais da metade dos bitcoins confiscados de criminosos no início do ano já foi enviada para corretoras de criptomoedas. Normalmente, esses envios para carteiras digitais de exchange precedem a venda dos ativos, mas apenas o governo alemão pode confirmar as transações.

++ Alckmin acredita em redução do dólar e critica volatilidade do mercado

Até agora, as autoridades alemãs não se pronunciaram sobre a decisão de vender os ativos e não indicaram se as vendas continuarão ou serão suspensas. Nesta terça-feira, 9, aproximadamente US$ 300 milhões em criptomoedas foram transferidos para corretoras.

Paralelamente, a corretora Bitstamp devolveu US$ 96 milhões em bitcoins que haviam sido enviados anteriormente pelas autoridades alemãs. Especialistas acreditam que a devolução ocorreu devido à dificuldade de vender os ativos pelo preço desejado.

As primeiras movimentações no mercado cripto foram identificadas em junho deste ano, mas ganharam intensidade na última semana. Desde então, o bitcoin tem enfrentado uma forte pressão de venda, com muitos investidores se antecipando às vendas do governo alemão e temendo novas liquidações por parte dos antigos clientes da Mt. Gox, que iniciou o ressarcimento dos investidores.

++ Ações da Zamp caem 9% após anúncio de aumento de capital

A estratégia adotada pelo governo da Alemanha contrasta com a de outros países que armazenam criptomoedas apreendidas, como os EUA e o Reino Unido. Normalmente, essas vendas são realizadas por meio de leilões e em quantidades menores, evitando impactos significativos no mercado como os causados pelas vendas alemãs.

Não deixe de nos seguir no Instagram para mais notícias da Pardal Tech

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Últimas notícias