17 C
São Paulo
sábado, julho 13, 2024

Tesla tem nova demissão em massa, o que será da empresa?

Leia mais

A Tesla, empresa do bilionário Elon Musk, anunciou uma demissão em massa de todo o setor de Supercharger, responsáveis por construir as estações de carregamento de carros elétricos em todo o Estados Unidos. Ao todo, 500 pessoas foram desligadas da empresa. 

Medida se dá em decorrência de uma paralisação de expansão da empresa, algo que já tinha acontecido em abril, visto que a Tesla tinha demitido 10% de funcionários em escala global. 

++Conheça a nova tecnologia que policiais dos EUA estão utilizando

Com as demissões em massa, a empresa acaba impactando todo o mercado de carros elétricos dentro do país, já que o Supercharger terceirizava estações de carregamento e já estava construindo novas estações em Buffalo, Nova York. 

Ao todo, a empresa tinha 6,249 estações de Supercharger operando e mais 57.000 conectores. Na semana passada, durante reunião com acionistas, a empresa tinha apontado para o seu crescimento exponencial dessa divisão em seu primeiro trimestre. 

++Trabalho eficiente e equilibrado: o projeto da semana de 4 dias chega ao Brasil

“A partir do final de fevereiro, começamos a abrir nossa Rede Supercharger da América do Norte para mais proprietários de veículos elétricos não Tesla”, destacou a empresa em comunicado. 

O futuro da empresa de Elon Musk ainda é incerto, visto suas recorrentes quedas na Bolsa de Valores, diminuindo o custo de suas ações, a dificuldade em comercializar na China e até mesmo a incerteza de criar novas tecnologias enquanto montadora em um mercado que só cresce. 

Não deixe de nos seguir no Instagram para mais notícias da Pardal Tech

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Últimas notícias