15.3 C
São Paulo
domingo, julho 14, 2024

Tesla tem que recolher mais de 11 mil modelos por conta de defeitos

Leia mais

A Tesla está realizando um novo recall de 11.688 Cybertruck devido a uma falha no limpador de para-brisa que pode comprometer a visibilidade e aumentar o risco de acidentes. A Agência Nacional de Segurança de Tráfego Rodoviário dos Estados Unidos (NHTSA) divulgou a informação nesta semana, destacando os riscos associados ao defeito.

Além disso, a Tesla está recolhendo 11.383 unidades da mesma picape por causa de uma peça na caçamba do porta-malas que pode ter sido fixada incorretamente, esse defeito pode fazer com que a peça se solte, criando um perigo para os motoristas que trafegam atrás das Cybertrucks afetadas.

++Diretor do Google destaca Brasil durante evento da empresa

Este não é o primeiro recall envolvendo do modelo, em abril, a Tesla já havia chamado quase 4.000 unidades de volta para corrigir um problema no pedal do acelerador que podia se soltar e ficar preso no acabamento interno do veículo.

Os recentes recalls representam mais um revés para a produção da Cybertruck, cujo início de produção em massa está previsto para o próximo ano, a Tesla ainda não divulgou o número de picapes entregues aos consumidores em seu relatório trimestral de entregas e produção, complicando ainda mais a situação.

A produção da Cybertruck, que começou em novembro de 2023, enfrentou vários atrasos e dificuldades. Elon Musk, CEO da Tesla, chegou a descrever o processo de aumento de produção como a empresa “cavando sua própria sepultura”.

++CEO da Cacau Show destaca novos planos para o Playcenter

No primeiro trimestre deste ano, a Tesla realizou três recalls que afetaram aproximadamente 2,4 milhões de veículos, esse número inclui 2,2 milhões de veículos recolhidos nos Estados Unidos devido ao tamanho incorreto da fonte nas luzes de advertência.

Embora a maioria dos problemas relacionados aos recalls da Tesla seja geralmente resolvida por meio de atualizações de software, os problemas mais recentes da Cybertruck não podem ser corrigidos remotamente, isso significa que os proprietários das picapes afetadas precisarão levar seus veículos a centros de serviço para que os reparos sejam realizados.

Não deixe de nos seguir no Instagram para mais notícias da Pardal Tech

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Últimas notícias