20.6 C
São Paulo
sexta-feira, julho 12, 2024

Japão é o país que consegue criar primeiro 6G da história

Leia mais

Algumas empresas japonesas têm se esforçado para criar o primeiro 6G da história, com uma velocidade 500 vezes maior que o 5G a nova rede pode fazer download de cinco filmes por segundo. O projeto existe desde 2021 e algumas companhias que conseguiram testar mostraram a velocidade de 100 Gbps entre transmissor e receptor. 

++Empresa espanhola compra startup brasileira que é destaque no mercado de pagamentos

Quatro startups que encabeçam o desenvolvimento da tecnologia, a NTT é responsável por criar o receptor sem fio de 300 GHz de banda que processa 100 Gbps a mais de 100 metros, a Docomo criou o transmissor sem fio que processa 100 Gbps em uma faixa de 100 metros; no caso da NEC, ela analisou uma configuração de sistema sem fio para telecomunicações e desenvolveu uma antena.

A última empresa que participou do projeto foi a Fujitsu, que fez a pesquisa sobre a tecnologia sobre semicondutores, onde buscava reduzir o consumo de energia. Vale ressaltar que os 100 Gbps são 20 vezes mais a velocidade máxima do 5G, que chega aos 4,9 Gbps. 

++Conheça a startup que ganhou US$ 1 bilhão em investimentos da Meta e Amazon

Entretanto, ao apresentar essa velocidade, o 6G também carrega consigo algumas implicações em sua tecnologia, como é o caso de que frequências de 100 a 300 GHz acabam sofrendo mais com alterações no clima e até obstáculos físicos, como as paredes de prédios e casas. 

Além disso, o mundo acabou de chegar ao 5G, o que representa uma falta de compatibilidade para lidar com o 6G. Assim, pode levar anos para concluir essa tecnologia visando a melhor implementação em todo o mundo. 

Não deixe de nos seguir no Instagram para mais notícias da Pardal Tech

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Últimas notícias