20.7 C
São Paulo
sexta-feira, julho 19, 2024

TikTok introduz marca d’água para identificar conteúdo de IA

Leia mais

O TikTok anunciou uma nova funcionalidade que automaticamente marca vídeos e imagens produzidos por inteligência artificial (IA). De acordo com a empresa, a partir de agora, o conteúdo gerado por IA será identificado com “Content Credentials”, uma tecnologia de marca d’água digital desenvolvida pela Coalition for Content Provenance and Authenticity. Essas credenciais agregam metadados ao conteúdo publicado, permitindo o reconhecimento e a rotulagem instantânea de materiais gerados por IA.

++ O que essas empresas fazem para serem um exemplo de gestão e como replicar no seu negócio

“Este recurso começou a ser implementado hoje em imagens e vídeos, e em breve será estendido para conteúdo exclusivamente de áudio”, afirmou a empresa chinesa. Além disso, o TikTok já rotula o conteúdo criado com seus próprios efeitos de IA e exige que os usuários rotulem qualquer material que contenha IA realista.

Essa iniciativa visa expandir a classificação automática para conteúdo gerado por IA proveniente de outras plataformas, em um momento em que preocupações sobre deepfakes e desinformação têm sido levantadas por políticos e especialistas, especialmente em relação às eleições americanas de 2024.

++ Empresa de Israel adquire startup paulista por R$ 150 milhões, visando revolucionar transporte rodoviário

Em fevereiro, o TikTok juntou-se a outras 19 empresas líderes de tecnologia comprometendo-se a combater a desinformação relacionada à IA durante o ciclo eleitoral deste ano. Empresas como Microsoft, Meta, Amazon, Google e OpenAI também participam dessa iniciativa.

No entanto, nos Estados Unidos, a empresa-mãe do TikTok, ByteDance, enfrenta desafios legais. Ela entrou com uma ação em um tribunal federal para bloquear uma lei que exige a venda do aplicativo ou proíbe seu uso no país.

A legislação, assinada pelo presidente Joe Biden, estipula um prazo até 19 de janeiro de 2025 para a ByteDance vender o TikTok nos EUA ou enfrentar a proibição do aplicativo no país. A ByteDance alega que essa lei viola a Constituição dos EUA, incluindo as proteções de liberdade de expressão.

Não deixe de nos seguir no Instagram para mais notícias da Pardal Tech

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Últimas notícias