25.4 C
São Paulo
segunda-feira, julho 22, 2024

Neuralink considerou remover chip cerebral após incidente

Leia mais

Um dos pioneiros na fusão entre tecnologia e neurociência, o projeto Neuralink, liderado por Elon Musk, deparou-se recentemente com um desafio técnico. A empresa considerou a remoção de um chip cerebral implantado em um paciente humano, após o dispositivo manifestar defeitos.

De acordo com uma publicação em seu blog oficial, a Neuralink relatou que alguns dos fios do implante se desconectaram do cérebro do paciente, comprometendo sua eficácia. Esta ocorrência ocorreu semanas após a cirurgia de instalação do dispositivo no paciente, identificado como Noland Arbaugh, de 29 anos.

O chip, concebido para permitir que o paciente controle um cursor de computador através de seus pensamentos, demonstrou falhas técnicas inesperadas. A empresa, em resposta, realizou ajustes rápidos para melhorar a eficiência do implante.

++ São Paulo recebe o 1º encontro internacional de provedores de internet

Entretanto, fontes não identificadas mencionadas pelo Wall Street Journal indicam que a Neuralink chegou a ponderar a remoção completa do dispositivo cerebral do paciente. Esta consideração reflete a complexidade e os desafios enfrentados no campo da neurotecnologia.

O processo de instalação do chip envolve a colocação de mais de mil eletrodos, cada um conectado por fios delicados, mais finos do que um fio de cabelo humano. Esses eletrodos permitem medir a velocidade e a precisão do controle do cursor, utilizando uma métrica denominada “bits por segundo” (BPS).

Uma pontuação mais elevada de BPS indica um controle mais robusto do cursor, revelando a interação entre o dispositivo e o cérebro do paciente. Este episódio ressalta os desafios técnicos e éticos envolvidos na interface cérebro-máquina, um campo de pesquisa em rápida evolução.

++ Concursos públicos são adiados devido as calamidades no Rio Grande do Sul

A Neuralink, através de uma transmissão ao vivo no evento X, anteriormente anunciou Noland Arbaugh como o primeiro paciente a receber o implante em janeiro. O progresso do paciente, segundo Elon Musk, parecia ser positivo, com indícios de recuperação total.

Apesar deste contratempo, a empresa planeja implantar o dispositivo em outros pacientes até o final do ano. Este incidente destaca a importância da pesquisa contínua e do desenvolvimento tecnológico para superar os desafios no campo da neurociência aplicada.

Não deixe de nos seguir no Instagram para mais notícias da Pardal Tech

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Últimas notícias