20.5 C
São Paulo
sexta-feira, julho 19, 2024

Samsung adere a jornada de trabalho de seis dias na Coreia do Sul; saiba se a medida chegará no Brasil

Leia mais

A empresa sul-coreana aderiu a essa medida após a diminuição de lucro em 2023. Em comparação com 2022, a diminuição foi de 72%, o que acarretou o grupo sul-coreano ir na contramão das grandes empresas mundiais.

De acordo com o jornal coreano The Korea Economic Daily, já neste mês de abril os diretores e executivos da Samsung irão trabalhar na escala de 6/1, entretanto poderão escolher se trabalhar aos sábados ou aos domingos. Essa medida foi tomada para tentar aumentar os lucros da empresa que despencaram no ano passado.

++ Google veta anúncios em campanhas políticas nas eleições deste ano no Brasil

O baixo rendimento operacional (85%) do ano passado é o pior da empresa coreana desde 2009, porém a queda deve-se a queda de vendas no mundo e também pela grande queda da moeda coreana (won).

A desvalorização da moeda é muito parecida com o Real no Brasil, pois assim como o Brasil a Coreia do sul é um país exportador e depende das vendas irem bem para que a economia do país cresça. Quando isso não ocorre, a economia acaba sendo impactada e o valor da moeda começa a despencar virando uma bola de neve.

Essa medida chegará ao Brasil ou a outros países?

Até o momento não houve nenhum pronunciamento da companhia de eletrônicos sul-coreana se a jornada de seis dias de trabalho entrará em vigor também no Brasil. A princípio a medida ainda não se expandirá por aqui. O trabalhador brasileiro por enquanto pode ficar tranquilo.

++ Quem é Bert Beveridge? Empresário que tem fortuna estimada em US$ 6,5 bilhões

Como funciona o limite de horas na Coreia do Sul?

Em comparação com o nosso país, as leis coreanas atuais são bem parecidas com a nossa, desde 2018 a jornada de trabalho é de 52 horas semanais, divididos em 40 horas normais e 12 horas extras.

Entretanto, segundo Alex Oh (Assessor do Consulado Geral da República da Coreia, em São Paulo), relatou que o atual governo sul-coreano discute o aumento destas horas de trabalho, de 52 para 69 horas de trabalho. “O Governo quer dar mais flexibilidade para as empresas escolherem a quantidade de horas trabalhadas, mas isso tem gerado muita discussão com as classes trabalhadoras e políticos, porque iria sobrecarregar os funcionários”, pontuou Alex.

Não deixe de nos seguir no Instagram para mais notícias da Pardal Tech

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Últimas notícias