20.6 C
São Paulo
sexta-feira, julho 12, 2024

Bancos estendem ajuda financeira para vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

Leia mais

Instituições financeiras demonstram flexibilidade diante das enchentes, adotando medidas para aliviar impactos financeiros dos afetados pela crise climática no estado.

Diante da tragédia que assola o Rio Grande do Sul, já contabilizando 90 vítimas fatais e 132 pessoas desaparecidas em decorrência das enchentes, os principais bancos do país tomaram iniciativas para amparar seus clientes afetados pela calamidade.

++ Três dicas para alcançar a liberdade financeira

Banco do Brasil (BBAS3), Bradesco (BBDC4), Itaú (ITUB4) e Santander (SANB11) implementaram ações temporárias visando mitigar eventuais dificuldades financeiras enfrentadas pelos residentes da região. Tais medidas incluem a redução de taxas de juros, suspensão de cobranças para pessoas físicas e jurídicas, bem como condições especiais para a renegociação de dívidas. Além disso, foram estabelecidas operações especiais em parceria com seguradoras, somadas a significativas doações.

Os impactos das enchentes também afetaram as operações físicas das agências bancárias. No caso do Itaú, por exemplo, das 116 agências no estado, 52 foram atingidas, das quais 36 estão temporariamente inoperantes, enquanto 16 operam em regime de contingência.

Detalhes sobre as ações dos bancos:

Banco do Brasil:
Clientes pessoas físicas terão carência de até 6 meses para pagamento da primeira parcela em contratos de crédito consignado ou crédito salarial. Além disso, isenção de tarifas de segunda via de cartões e condições especiais de negociação para encargos e saldo devedor. Micro e pequenas empresas atingidas terão acesso a linhas de crédito com prazos estendidos e tratamento diferenciado.

++ Descubra quais são as 10 cidades com mais bilionários no mundo

Bradesco:
Renegociação de dívidas com carência de até 180 dias para clientes pessoa física e jurídica, abrangendo diversas linhas de crédito. A empresa também mobilizou recursos de sua divisão seguradora para auxiliar nas regiões mais afetadas.

Itaú:
Suspensão de cobranças para clientes afetados e doação inicial de R$ 5 milhões para assistência emergencial. O banco está priorizando o apoio contínuo à reconstrução da cidade, em parceria com instituições locais.

Santander:
Ampliação de prazos e condições especiais de pagamento, com redução de taxas de juros e carência para quitação de empréstimos. Além disso, suspensão de cobranças para clientes inadimplentes durante o mês de maio.

Essas ações demonstram o compromisso dos bancos em fornecer suporte vital para as comunidades afetadas e auxiliar na reconstrução das áreas atingidas pela catástrofe.

Não deixe de nos seguir no Instagram para mais notícias da Pardal Tech

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Últimas notícias