17 C
São Paulo
sábado, julho 13, 2024

Cuidado com a nova atualização do WhatsApp

Leia mais

O WhatsApp está prestes a passar por uma transformação significativa devido à nova atualização impulsionada pela legislação da União Europeia. Esta legislação exige que as gigantes de tecnologia, como a Meta, abram seus aplicativos para outras empresas. Embora essa mudança possa parecer promissora, oferecendo uma experiência unificada e inovadora, a realidade é bem diferente.

A atualização é, na verdade, uma oferta para que outras plataformas enviem mensagens por meio do WhatsApp. Até o momento, no entanto, não parece haver interesse de qualquer empresa, independentemente de seu tamanho ou escala, em adotar essa oferta. Embora essa situação possa mudar, há pouco incentivo para que a Apple, Google ou Telegram conduzam seus usuários para o WhatsApp.

Além disso, há uma questão mais séria em jogo. Mudanças desse porte costumam atrair golpistas. Após a atualização, é esperado um aumento nas mensagens de texto, e-mails e links fraudulentos sugerindo maneiras de integrar outras plataformas ao WhatsApp. É crucial evitar todos eles.

Os criminosos provavelmente irão se aproveitar de sites de notícias legítimos e artigos de atualização do WhatsApp para enganar os usuários.

Jake Moore, embaixador global de cibersegurança da ESET, adverte: “Como em qualquer mudança tecnológica, os golpistas estarão prontos para atacar. Permitir que os usuários conversem com pessoas no WhatsApp por meio de aplicativos de terceiros inevitavelmente causará confusão entre o que é autêntico e o que é golpe.”

Os detalhes sobre o funcionamento prático dessa atualização permanecem obscuros. Mesmo se outras plataformas de mensagens decidirem participar, levará meses de negociações, planejamento e implementação. Além disso, ainda não está claro como as pessoas se comunicarão entre diferentes aplicativos.

Por enquanto, é aconselhável ignorar a atualização. É improvável que faça diferença significativa em sua vida diária. Continue utilizando seus aplicativos de mensagens como de costume. Se as plataformas decidirem interagir com o WhatsApp, verifique sempre a autenticidade e vincule apenas por meio dos aplicativos oficiais.

Aqui estão as regras de ouro que você deve seguir:

  • Não clique em links enviados por e-mails ou números desconhecidos que prometem lidar com a interoperabilidade para você.
  • Não instale extensões, complementos ou interfaces de aplicativos de mensagens.
  • Não instale nenhum suposto aplicativo de interface ou integração de mensagens.
  • Nunca compartilhe suas informações de login com ninguém.
  • Nunca compartilhe códigos de segurança ou de autenticação em duas etapas.

O próprio diretor de engenharia do WhatsApp, Dick Brouwer, alertou sobre esses riscos em sua entrevista à Wired, enfatizando que os usuários devem escolher se desejam ou não participar de trocas de mensagens com terceiros.

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Últimas notícias